quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Só Tu Senhor

De tarde até a noite chegar
Eu espero
Espero o povo se acalmar
A casa esvaziar
As nuves escuras se espalhar
Aguardo o silêncio da noite chegar
Meu interior aguarda silenciosamente e anciosamente por você
Aguardo que faça-me respirar
Respirar o mais puro ar
Que a vida não consegue me dar
Os dias esquecem de me ofertar
A experiência não é capaz de me conceder
Só tu Senhor, renova a vida do meu ser
E o ar pra respirar
E vida que circula no meu ser
E a vontade que motiva o meu viver
Só tu Senhor
Não é o dia, não é a vida, não é a tarde e nem a noite
Nada aqui
Só tu Senhor, concede-me vida
Vida que não é cotidiano
Mas é você mesmo

3 comentários:

M@rcus Henrick disse...

I AM YOURS ( Misty Edwars )


http://www.youtube.com/watch?v=uCOWtcvaR-Q

Diogo França disse...

Senti saudades de "ir para o leve..."
Forte Abraço!

FELIPPE COSTA disse...

Steimbach, você precisa deixar fluir por mais vezes essa tua inspiração poética. Não pode ser mantida em silêncio uma voz que tem tanto a dizer. Gosto de ler o que escreves. Dê vazão a essa fonte literária que sempre tem opinião formada. Sempre,sempre... parabéns!!!