sexta-feira, 1 de junho de 2007

Ausência.


Na ausência do amor, movimentamos
Na ausência do amor, substituímos
Na ausência do amor, cantamos.
Na ausência do amor, vivemos a vida
Na ausência do amor construímos
Na ausência do amor, nos relacionamos.
Na ausência do amor, prosperamos.
Na ausência do amor, planejamos.
Na ausência do amor, ainda pregamos.
Na ausência do amor, vendemos e compramos.
Na ausência do amor, olhamos para o lado, ficamos a sós, estudamos, trabalhamos, descansamos e ficamos exaustos de viver, queremos mais e mais trabalhos, mas também queremos paz para a alma, dormimos e no fim da noite esperamos o sol, fraquejamos na fé e nos falta esperança. Na ausência do amor, esquecemos o que é permanência. E perdemos o verdadeiro sentido da vida. Estamos e trabalhamos debaixo do sol, secamos como erva e nem sequer nos damos conta. Planos não nos faltam, almas talvez também não. Cativos?Muitos pastoreamos, cantamos, reunimos, oramos , vestimos, vamos e alguns ficamos. O movimento não cessa. E a ausência continua. Nos recusamos a nos render ao único e maior mandamento. AMAR e amar a Deus...
O amor vivo está em nós, Espírito Santo é o nome Dele, porém acuado e imprensado pela nossa maneira de viver.
Procuramos fora e alguns até vão para fora!
Mas a ausência continua...
Talvez com lágrimas e um coração quebrado esse Espírito em forma de amor pode retornar ao seu lugar original. No controle total de nossos corações e logo ações. Perdemos e nem nos demos conta!
O mundo não nos conhece como discípulos
Insistimos no velho...
" Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros.
Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros."
Voltemos então do lugar onde caímos...
" Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres."

8 comentários:

Saparada é o Amor disse...

Ausente...
A luz está se apagando...
Hora de voltar pra casa...
Sim vem ai a noite onde não se pode trabalhar...
Arrependei-vos!!
Deveria haver prazer em ouvir tal som... sinal da misericórdia de Deus... sinal da ausencia do MEDO inimigo mortal do Amor!!

Amor!! venha sobre mim...
Venha sober mim...

Denise de Vasconcelos Araujo disse...

é isso mesmo... estamos juntos!

Denise de Vasconcelos Araujo disse...

ei... não sei seu nome! heheh de qualquer maneira, queria seu email ou outra forma de contato com você, acho que podemos estar mais próximas. meu email é denisevasco@gmail.com.

cacau disse...

ouvi uma pregação uma vez sobre isso de voltar onde caimos e concertarmos a nossa vida. a verdade é que as vezes foi um processo tao grande q nao sabemos como voltar la.

Diogo disse...

Perfect!
O amor, e o Amor a Deus é primordial.. e reconhecer a queda é ser como Davi!
"é no solo da humilhação e quebrantamento que a força cresce".

Abraço
Deus Abençoe!

Diogo disse...

é isso mesmo! sem dúvidas!
bjss... tamo juntos Guerreira!
=D
rsrs

Anônimo disse...

è o negocio é voar e pra voar é necessario ser lever deixar tudo q é peso na terra. somos um pois cremos em um só Deus
Léo holy people

Paulo R G Toledo disse...

Ainda não tinha lido esse texto, "anja" mas, de qualquer maneira, sabendo da fonte, aprecio.

Cada vez melhor e mais sensível. Isso é muito bom.

Vou só te lembrar algo que poderá ser útil mais à frente: "sempre que 'pregamos', falamos primeiro para nós mesmos". Quando o Espírito nos revela algo de Deus, quando vemos a Deus, automaticamente somos incluídos como fez Isaías: "Ai de mim! Pois estou perdido...". (Is 6:5)

Digo isso pois muitas vezes deixamos de escrever achando que estamos nos expondo demais, ou pensando no que as pessoas vão pensar de nós. Isso é orgulho e limita o agir de Deus.

Continue assim, transparente, permitindo que sem resistência sua as pessoas vejam a Cristo através de você.

Glórias à Deus por tua vida.

NEOQEAV

Em Cristo,


Graça e Paz